Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

iTUGGA

Blog de um português...

iTUGGA

Blog de um português...

Há racismo em Portugal?

img_432x243$2017_01_04_10_46_27_587266.jpg

 

Nestes tempos difíceis para estátuas que representam figuras da nossa história, em entrevista à TVI, Rui Rio garantiu que o fenómeno do RACISMO não existe na sociedade como, à boleia de manifestações antiracistas, “ainda ficamos é racistas com tanta manifestação”. Parece que, para Rui Rio o racismo é lá nos EUA. Aqui não. Ou seja, o presidente do maior partido da oposição e aspirante a primeiro ministro passa ao lado dos problemas sociais do país, como se nada fosse. O que prova, que não só não conhece o país, como vive numa caixa hermética diferente ao que se passa à sua volta. Rui Rio tem esta triste e assustadora tirada digna de conversa de café, mas não é o único a pensar assim. O problema é muito mais amplo... e começa com as próprias manifestações e o que as despertou.

As manifestações contra o racismo em Portugal são, infelizmente, engraçadas. Quando mataram negros em Portugal; quando agentes de autoridade assassinaram um cidadão ucraniano; e quando na famosa Cova da Moura torturaram e mal trataram pessoas de cor, não houve manifestações em Portugal. Foi necessário o despertar da morte de um cidadão de cor em outro país, para depressa apontarem o dedo ao racismo. Racistas e hipócritas... é o que alguns são. Não esqueço, que muitos portugueses apelidam de "Monhé" ou "preto" o seu Primeiro Ministro.

Muitos não gostam de colocar o dedo na ferida, mas, Portugal é um país racista e vai continuar a sê-lo, enquanto existirem pessoas que vão a uma manifestação - felizmente não são a maioria -, porque não tem mais nada para fazer e querem publicar umas fotos nas redes sociais. Deve-se ir a uma manifestação por convicção e não porque está na moda ou é políticamente correcto...

 

E sim, Portugal é um país racista. Diferente dos EUA, mas também a sua história é diferente. O caminho é longo, e a não perder de vista. Mas temos de mudar as mentalidades.

André Ventura é o novo "enfant terrible" do PSD

Enquanto Pedro Duarte cria "O Manifesto X", um movimento que pretende elaborar um programa de governo alternativo, que não é uma alternativa a Rui Rio. André Ventura, o vereador do PSD em Loures vai lançar na próxima semana o movimento Chega para substituir Rui Rio na liderança e colocar o partido no “espetro ideológico do centro-direita português”. Segundo André Ventura, o movimento tem como objetivo "evitar a contínua sangria de militantes históricos do PSD", como Pedro Santana Lopes ou António Martins da Cruz.

 

André Ventura tem todas as características para se tornar no "enfant terrible" do PSD. Lugar ocupado por Santana Lopes até à sua saída. Ventura tal como Santana é movido a holofotes, tem a mesma linha política, adora polémicas e mostrar o que pensa em frente a uma câmara de televisão... acho que a única diferença entre ambos, é um ser do Benfica e o outro do Sporting.