Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

iTUGGA

Blog de um português...

iTUGGA

Blog de um português...

Eleições 2019

A união que derrotou o vencedor das eleições legislativas em 2015, já libertou os laços da “geringonça”, veremos qual o resultado de hoje.

 

Há quem julgue que pensa por si, imune aos meios de comunicação que moldam a opinião pública - alguns conseguem, mas a maioria segue o mainstream opinativo.  Independentemente da opinião ou posição política VOTEM, façam esse favor a vós próprios, porque quem não vota não deve reclamar de resultados eleitorais que não gosta.

 

 

Mais um partido de Direita - Extrema Direita

andré ventura.jpg

 

André Ventura já era conhecido pelo seu fanatismo Benfiquista demonstrado à segunda feira na CMTV, mas ficou conhecido a nível nacional quando afirmou que os ciganos “vivem quase exclusivamente de subsídios do Estado”, o que lhe deu comparações com Donald Trump.

 

Já por aqui escrevi que André Ventura seria o novo "enfant terrible" do PSD em susbstituição de Santana Lopes, nunca pensei que seguisse os mesmos passos tão depressa. Sem a capacidade retórica e o carisma de Santana, Ventura vai também ele fundar um partido político, o "Chega", que terá como propostas políticas: a proibição dos casamentos homossexuais; o regresso da prisão perpétua para homicidas e violadores; castração química para pedófilos e a proibição constitucional da eutanásia. Tudo isto de um homem que queria ser padre.

 

Este desiludido com o PSD de Rui Rio, é tal como Santana, movido a holofotes em frente aos quais adora alimentar polémicas. Se um partido assim terá lugar no nosso espectro político? Talvez apanhe meia dúzia de pouco esclarecidos, mas nada mais do que isso. Creio que será mais um a morrer à nascença, assim como será o partido de Santana...

Cavaco é boçal

Cavaco Silva considerou, que a não recondução da procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, foi a decisão "mais estranha" do Governo. No mínimo, deselegante para com o actual Presidente da República. Já se sabia que Cavaco era provinciano, acrescentou agora boçal às suas características. Que falta de cultura democrática e de educação.

 

Mas tenho de concordar com o Cavaco, há coisas estranhíssimas no Ministério Público. O arquivamento, em 2017, do processo-crime em que Dias Loureiro era suspeito de burlar o BPN é, certamente, uma delas. 

 

André Ventura é o novo "enfant terrible" do PSD

Enquanto Pedro Duarte cria "O Manifesto X", um movimento que pretende elaborar um programa de governo alternativo, que não é uma alternativa a Rui Rio. André Ventura, o vereador do PSD em Loures vai lançar na próxima semana o movimento Chega para substituir Rui Rio na liderança e colocar o partido no “espetro ideológico do centro-direita português”. Segundo André Ventura, o movimento tem como objetivo "evitar a contínua sangria de militantes históricos do PSD", como Pedro Santana Lopes ou António Martins da Cruz.

 

André Ventura tem todas as características para se tornar no "enfant terrible" do PSD. Lugar ocupado por Santana Lopes até à sua saída. Ventura tal como Santana é movido a holofotes, tem a mesma linha política, adora polémicas e mostrar o que pensa em frente a uma câmara de televisão... acho que a única diferença entre ambos, é um ser do Benfica e o outro do Sporting. 

O novo partido de Santana Lopes

O partido de Santana Lopes tem tantas hipóteses de singrar como teve o partido Nova Democracia, de Manuel Monteiro ou noutro espectro político o Livre de Rui Tavares. Todos eles apenas oferecem aos eleitores o desgosto de alguém que pertenceu a outro partido e já não era reconhecido.

 

Da mesma forma que o partido de Manuel Monteiro ou Rui Tavares apenas tiveram nas urnas o efeito novidade, o partido da Santana Lopes não irá fazer melhor. Os 1,9% de uma sondagem ou os 4,8 de outra que dão a esse novo partido, não dão absolutamente para nada. O único partido em volta de uma personalidade que teve resultados significativos em Portugal foi o PRD que tinha o General Ramalho Eanes como "cabeça de cartaz".

 

Quando Santana Lopes perceber no buraco em que se meteu, como não vai querer voltar ao PSD, sairá da vida política nacional. Entretanto, afunda-se no seu ego enquanto alguns no PSD esfregam as mãos de contentamento por se verem livres dele.

 

Portugal não precisa de um novo partido...