Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

iTUGGA

Blog de um português...

iTUGGA

Blog de um português...

Que leitura se pode fazer da acusação contra o Benfica?

Como quase todos percebemos, o caso do Benfica é um caso complexo e bastante delicado para o clube em questão. Pode mesmo ser o caso mais grave que o Benfica enfrenta no plano da justiça e que pode colocar em causa o prestígio histórico que o Benfica angariou ao longo de mais de 100 anos de história. Não sabendo ainda o resultado da investigação, há pontos a reter:


- a presente moldura penal é extrema em relação a um caso que vai demorar e que no fim pode não ter moldura penal nenhuma.

 

- não há ainda culpados, o que não impede a degradação geral da imagem do Benfica. Esta é a primeira consequência de um processo deste tipo.

 

- o Benfica continua a agir bastante mal no âmbito dos vários processos judiciais em que está envolvido: recusando culpas, lançando a culpa para uma conspiração global, que envolve jornalistas, adversários e juízes (a Justiça).

 

- o Benfica deveria agir desde a primeira hora com mais simplicidade. Ou seja, devia colocar-se à disposição da investigação e deveria ter afastado todos os que estão sobre suspeita (Paulo Gonçalves). Tudo isto, não transmite ao público em geral, transparência plena e rápida que possa livrar a instituição de qualquer culpa.

 

- em extremo e até esclarecer a situação a direcção do Benfica deveria auto-suspender-se.

 

Luís Filipe Vieira está à beira de uma de duas coisas: ser um Presidente histórico no sentido do sucesso do clube ou de estar a um passo da desgraça da instituição Benfica. Qual dos passos será!? Não sei... mas ele com certeza, já sabe. Veremos o que dirá às 20h 30m...

  • 4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro D. 05.09.2018 22:23

    A SAD do clube devia afastar o responsável pela suposta corrupção...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 06.09.2018 20:28

    Achavas bem impedirem-te de trabalhar com base numa simples alegação, mesmo com uma acusação, mas sem julgamento e condenação? O princípio da presunção de inocência é pilar de um estado de direito - mesmo com tudo o que de mau há neste país -, e não o de culpa. Se fez e deve cair, que caia quando for condenado.
  • Imagem de perfil

    Pedro D. 08.09.2018 11:07

    Pelo comentário posso presumir que nem te deste ao trabalho de ler o post....
  • Mande vir aqui:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.