Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

iTUGGA

Blog de um português...

iTUGGA

Blog de um português...

Mais touradas na RTP1

O canal público RTP1 - aquele que é pago com os nossos impostos - está mais uma vez a transmitir tourada que é organizada pelo próprio canal. O touro já tem 6 ferros espetados no lombo, que entram 15 a 20 cm entranhados na carne, está a sangrar, exausto e a morrer de dor. Em cima do cavalo está alguém que acha que é um herói...

 

Estou farto de ver sempre as mesmas caras nas praças da tortura. Estou farto de ver agrobetos de camisa branca Ralph Lauren a aplaudir as estocadas no touro.  Estou farto de ver cavaleiros com trajes fidalgos do século XVIII que espetam um touro indefeso. "Vingo-me" nos forcados sempre que levam uma cornada que os derrube. Já estou como o Vitor Espadinha: "que se f0$@" as touradas. A tradição não deve ser o que era...

 

Estou à espera que a RTP1 a seguir transmita coisas consensuais tipo autos-de-fé, decapitações, apedrejamentos suscitados por ódios étnicos ou procissões em Fátima neste nosso Estado laico... já que transmitem tortura.

 

 

  • 4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro D. 18.08.2018 20:41

    Todos têm o direito de expressar a sua opinião. Mas tenho dificuldade em perceber a relação entre o aborto, casamentos Gay e as touradas?? Presumo que seja numa óptica político-partidária!!

    Os defensores do animais - nos quais eu me incluo lutam contra todas as variantes de agressão aos animais, sendo que as touradas é uma delas, os circos são outra, etc...

    No que se refere as opções alimentares, cada um come o que pode e gosta - dependendo sempre da consciência individual - e ninguém tem nada haver com isso.

    A tauromaquia dá emprego directo a cerca de um milhar de pessoas segundo registos oficiais, empregados esse com condições precárias de trabalho e na maior parte dos casos a recibos verdes. Na industria indirecta, desde os alfaiates, aos que fazem os arreios a maior parte infelizmente já fechou portas. Apenas se mantêm pequenos ateliês familiares: uma fabrica de chapéus na Golegã; uma de samarras e boinas em Arganil; e a escola real equestre no Palácio Nacional de Queluz que faz selas (das melhores do mundo). Pois quando faleceu um dos maiores mentores tauromáticos e equestre nacional (Xavier de Lima) fecharam muitas portas. Nos dias de hoje pouco se produz em solo nacional. Quase todo é importado, desde as casas aos trajes à antiga portuguesa e de toureiro são feitas em Espanha, as botas em inglaterra ou itália (muito poucas são feitas cá), os capacetes equestres vêem de Espanha, até as plainas que tinham em solo nacional os melhores fabricantes mundiais já fecharam. Logo essa é uma falsa questão.

    O lenocínio (esta é da Sarin) e a droga dão "emprego" a muita gente, mas não é por isso que estão correctas.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 18.08.2018 22:08

    Para saber tanta merda, deves ser um filho da puta de um beto que nunca trabalhou na vida e tudo o que tem deves ao paizinho. Conheces tanto da arte equestre que deves andar nas touradas e depois vens para aqui armado em santo.

    Já agora que és tão defensor dos animais, ao menos deixa de comer carne meu grande boi ignorante. Devias ser picado como os touros.
  • Imagem de perfil

    Pedro D. 18.08.2018 23:16

    Tive vontade de apagar este post, mas vou deixa-lo ficar como demonstração da educação que a choca da sua mãe não lhe deu.

    Acho piada sendo defensor das touradas admitir aqui que os touros são mal tratados, seu garrano castrado.
  • Mande vir aqui:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.