Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

iTUGGA

Blog de um português...

iTUGGA

Blog de um português...

Sapos 2018, as nomeações

Está a decorrer desde dia 1 de Outubro um dos melhores concursos de blogues. Talvez o mais credível e independente. Provavelmente aquele que depende exclusivamente de quem lê blogues.

 

Esta fase que decorre até 31 deste mês vai "escolher" através da opinião dos leitores quais os blogues que pensam que merecem ser conhecidos por todos e com os quais se identificam. Todos temos os nossos blogs de eleição (pela informação, pelas partilhas, pelo "click" que fazem nas nossas mentes). Somos nós, os leitores, que vamos escolher os blogues que serão escrutinados.

 

Quem quiser votar nos seus favoritos, pode faze-lo aqui. Eu já votei nas minhas leituras diárias...

 

 Obrigado Magda e David por se dedicarem a este curioso desafio.

O rating da lixeira

O rating de Portugal em função das perspectivas futuras, saiu do lixo. Muitos já estão a "embandeirar em arco", outros até se esquecem do passado. João Galamba, deputado socialista e activo político nas redes sociais, é dos poucos políticos que apesar de não ser do meu espectro político, que gosto da sua forma de estar na política. Sempre o tive como intelectualmente honesto, até hoje. 

joão galamba.jpg

 

A memória curta, de quem aponta o dedo a 15 dias de Governo e o culpa pelos erros do seu antecessor, é de uma desonestidade política e intelectual. Nem tudo é perfeito: o governo de Passos falhou o objectivo de subir o 'rating' de Portugal, que tinha prometido realizar em menos de um ano, em 2015, quando saiu, não o tinha concretizado. Não pode por isso reclamar "um efeito ao retardador" com resultados 3 anos depois. Apesar do próprio João Galamba em 2010 reconhecer o efeito "delay" do rating (em que ficamos João Galamba?). Esta subida do rating de Portugal deve-se em grande parte ao Governo de Costa. Mas a que custo!?? Com 250 mil milhões de euros de dívida pública, mais ano menos ano, cá estarão de novo os "nossos amigos" do FMI. Porque nem tudo é o que parece...

 

Os desafios da nova PGR

A nova Procuradora-Geral da República tomou posse hoje e tem já bastantes assuntos pendentes. Um dos focus da nova PGR será a desobediência pela exibição de peças processuais (interrogatórios na televisão) e a violação do segredo de justiça. A acumulação nas estantes do DCIAP de inquéritos que foram ficando para trás devido à concentração de esforços e Procuradores na acusação da Operação Marquês é outro. A prioridade deve ser agora, despachar processos como a Rota do Atlântico, a derrucada do BES, o colapso da PT e até o Monte Branco.

 

O maior teste à credibilidade da justiça nos próximos anos, será ver um ex-Primeiro Ministro julgado por corrupção, tal como o Banqueiro arguido em quatro processos. O roubo de armas em Tancos e a encenação criada; a acusação dos incêndios de Pedrógrão e as irregularidades na construção de casas; a suspeita de juízes venderem sentenças; o processo "Tutti Frutti" em que as Juntas de Freguesia de todo o país estão envolvidas; deputados e ex-governantes com viagens pagas para o Europeu de futebol; o Benfica acusado no E-Toupeira e com várias suspeitas em carteira; o processo do Sporting Chash Ball; as agressões em Alcochete, são apenas os casos mais conhecidos que esta PGR terá em mãos. Os próximos 6 anos serão um teste à eficácia penal e uma luta contra a corrupção pela credibilidade da justiça, ao mesmo tempo que o mediatismo da justiça a fragiliza e mostra as suas lacunas como a falta de meios e Magistrados. Espero para ver...

Mais um partido de Direita - Extrema Direita

andré ventura.jpg

 

André Ventura já era conhecido pelo seu fanatismo Benfiquista demonstrado à segunda feira na CMTV, mas ficou conhecido a nível nacional quando afirmou que os ciganos “vivem quase exclusivamente de subsídios do Estado”, o que lhe deu comparações com Donald Trump.

 

Já por aqui escrevi que André Ventura seria o novo "enfant terrible" do PSD em susbstituição de Santana Lopes, nunca pensei que seguisse os mesmos passos tão depressa. Sem a capacidade retórica e o carisma de Santana, Ventura vai também ele fundar um partido político, o "Chega", que terá como propostas políticas: a proibição dos casamentos homossexuais; o regresso da prisão perpétua para homicidas e violadores; castração química para pedófilos e a proibição constitucional da eutanásia. Tudo isto de um homem que queria ser padre.

 

Este desiludido com o PSD de Rui Rio, é tal como Santana, movido a holofotes em frente aos quais adora alimentar polémicas. Se um partido assim terá lugar no nosso espectro político? Talvez apanhe meia dúzia de pouco esclarecidos, mas nada mais do que isso. Creio que será mais um a morrer à nascença, assim como será o partido de Santana...

Manuela Moura Guedes

Manuel Moura Guedes volta hoje aos ecrãs televisivos pela mão da SIC com Procuradora no Jornal da Noite. Não gosto de Manuel Moura Guedes, nem da sua postura arrogante com "toques" de sensacionalismo, mas não esqueço, que foi dos poucos jornalistas a investigar seriamente um dos governos mais sombrios e duvidosos da nossa democracia e por isso foi despedida.

 

Preferiam a ignorância, eu sei...

Eleições Brasileiras - Ode ao falhanço da esquerda

Estas eleições no Brasil não são normais: entre candidatos a fugir à justiça, facadas a candidatos, armas para todos, guerras de vídeos e notícias falsas, venha o diabo e escolha, ou melhor, o povo brasileiro. Por outro lado, o que se está a passar no Brasil - volta à direita do eleitorado - não é nada que não se tivesse passado em outros países. Caso parecido já aconteceu em Itália com Silvio Berlusconi e hoje nos Estados Unidos, com o imbecil Donald Trump. Jair Bolsonaro ganhou notoriedade nos últimos anos e transformou-se num líder de direita capaz de mobilizar milhões de eleitores desiludidos com a recessão económica brasileira e com as lideranças políticas anteriores que têm sido envolvidas em escândalos de corrupção.

 

Bolsonaro é homófobico convicto, defende os valores tradicionais da família cristã, o porte de armas e defende o combate à violência no Brasil - país com uma das mais altas taxas de homicídios do mundo. Pretende ainda retirar o Brasil das Nações Unidas (ONU). Apenas se percebe que o candidato é de direita, ainda não se sabe se é Conservador, de extrema-direita ou fascista!! Muitos perguntam: Como é que podem votar num homem assim? Votam porque os líderes anteriores fizeram "merda da grossa". Aliás, a direita mais radical sobe sempre que a esquerda faz asneira. Esta é a explicação mais simples... o jornal brasileiro "Gazeta do Povo" vai mais longe, numa crónica de Francisco Escorim: “Eu odeio Bolsonaro, mas meu voto é dele. Porque ou é Bolsonaro ou o império do crime." 

 

Aguardo pela segunda volta entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad.

República

Viva a República.jpeg

 

Hoje comemora-se o dia em que os tipos com a "doença" do sangue azul, que governaram Portugal durante 767 anos, deixaram de mandar. Eles não faziam campanha eleitoral, não pediam votos, não eram eleitos, não tinham uma máquina partidária, em vez disso tinham porte, uma espada e achavam-se acima dos demais. Desde o nascimento deste país, passaram 34 reis e 19 presidentes entre eles muitos erros de casting, alguns loucos e muitos imbecis.

 

Passaddos estes anos todos ainda não sei se foi bom ou mau. Porque a Monarquia pode ser um negócio, onde Inglaterra é o melhor exemplo. Querem uma caneca de D. Duarte Pio? Uma t-shirt? Vai um galo de Barcelos com o símbolo da família real?

WebSummit em Portugal

Fiquei bastante contente quando fiquei a saber que a  será realizada em Portugal por mais 10 anos. Somos mesmo um país inovador em tecnologia! Só fico triste porque não posso dar a notícia a um tio que vive numa aldeia perto de Pedrógrão Grande. É que por lá não há rede de telemóvel e a TDT não funciona bem. Mas o nosso país é bom em conferências sobre tecnologia. 

O Governo faz três anos

geringonça1.jpg

Origem da imagem: aqui

 

No dia 4 de outubro de 2015 o PS perdia as eleições legislativas, mas com "papas e bolos" arranjou uma geringonça que elevou António Costa a Primeiro Ministro apesar de derrotado. Nesta gerinçonça a três vozes, onde o PS manda às vezes, o PCP governa-se mal e o BE polícia com a sua moral hipócrita, os contribuintes são enganados, para daqui a um tempo lhes ser pedido que façam mais um esforço. Tudo enquanto o PR tira selfies com metado do país.

 

A pseudo folga orçamental que vive à custa de uma conjuntura externa favorável deu origem a um sistema de socialismo-estatismo  que é apresentado como modelo ideal, moralmente superior e constitucionalmente correcto, mas que vai esmorecer logo que a realidade bata à porta e mais uma vez nos leve à austeridade.

 

Os políticos que estão agora no poder foram contra a austeridade durante o tempo em que estavam na oposição. Aproveitando a oportunidade - a austeridade -  facilmente apontavam o dedo. Agora, que estão no poder, não podem dizer que aquilo que andaram a fazer na altura foi oportunismo político. Logo, não podem levantar a questão da austeridade para não realizar o que prometeram. Continuam com a asneirada política enquanto deviam aproveitar o momento para fazer reformas estruturais.

 

Como se sai disto? Com outras políticas. Com 250 mil milhões de dívida pública, esperamos que um novo pedido de resgate resolva o assunto...

Cristiano Ronaldo e a prostituta de luxo

Tenho dificuldade em perceber o porquê do escândalo de Cristiano Ronaldo ter dormido com uma senhora em Las Vegas. Se bem me lembro, a cena de sexo forçado com contrato assinado entre uma senhora e um gajo milionário é igual ao filme "50 Sombras de Grey". As mulheres não acham que é uma bela história de amor? Deixem-se de hipócrisias. A menina sobe para o quarto com um homem e estava à espera do quê? Ver o National Geographic na televisão?

 

 

A menina é basicamente uma prostituta de luxo, que agora quer mais e mais dinheiro... mas ambos ficam muito mal na fotografia.  

Os nossos políticos

Enquanto os processos de José Sócrates e Ricardo Salgado sofrem de inércia à espera que os crimes não se resolvam, António Costa que rejeita formar Governo com os parceiros da geringonça na próxima legislatura, aumenta os funcionários públicos e promete uma melhoria do rendimento dos eleitores, que depois recupera com taxas e taxinhas. 

 

No Portugal profundo o Presidente da República enquanto selfiza o país, distribui ósculos entre "bacalhaus" e dois dedos de conversa. No meio desta alegoria chamada Portugal, está o povo, aquele malandro que não quer trabalhar para sustentar políticos tão competentes.

 

Andou D. Afonso Henriques à chapada com a mãe para isto...